E nós estamos devastados com a notícia

Channing Tatum e Jenna Dewan Tatum anunciaram que estão se separando após quase 9 anos casados. O ex-casal fez o anúncio oficialmente em suas respectivas páginas do Instagram, na noite de segunda-feira (2). Os atores têm uma filha juntos: Everly, de 4 anos.

Hey, mundo! Então, gostaríamos de compartilhar algo com vocês. Em primeiro lugar, parece estranho que tenhamos que compartilhar esse tipo de coisa com todos, mas é uma consequência das vidas que escolhemos, e pelas quais também somos profundamente gratos. Estamos vivendo em um momento incrível, mas também é um momento em que a verdade pode facilmente ser distorcida com ‘fatos alternativos’. Então, queremos compartilhar a verdade para que você saiba que, se você não a leu aqui, então é mais certamente ficção. Nós escolhemos com amor nos separar como um casal. Nós nos apaixonamos profundamente há muitos anos e tivemos uma jornada mágica juntos. Absolutamente nada mudou sobre o quanto nos amamos, mas o amor é uma bela aventura que está nos levando a caminhos diferentes. Não há segredos nem acontecimentos lascivos na nossa decisão – apenas dois melhores amigos que percebem que é hora de ter um pouco de espaço e se ajudar mutuamente a vivermos vidas mais felizes e realizadas possíveis. Nós ainda somos uma família e sempre pais amáveis e dedicados a Everly. Não faremos comentários além disso e agradecemos a todos antecipadamente por respeitar a privacidade de nossa família. Com muito amor a todos, Chan e Jenna

Channing e Jenna se conheceram em 2006, durante as filmagens do longa ‘Ela Dança, Eu Danço’. Eles começaram a namorar, noivaram em setembro de 2008 e subiram ao altar no dia 11 de julho de 2009, com uma cerimônia em Malibu, na Califórnia.


Channing junto com sua companhia de produção ‘Free Association’, são responsáveis pela produção executiva do projeto!

A relação íntima entre os soldados das operações especiais dos EUA e seus K9s (cães treinados) será explorada no novo documentário do HBO ‘War Dog: A Soldier’s Best Friend’.O conjunto entre produção executiva de Channing Tatum e da diretora Deborah Scranton, o documentário analisa o vínculo entre os cães e humanos, que servem em conjunto como unidades de equipe em combate.

Após o 11 de setembro, as forças armadas dos EUA começaram a selecionar, treinar e implantar “K9s” multifuncionais para servir lado a lado com os melhores soldados de elite da nação, encarregados de encontrar e desarmar inimigos, proporcionando apoio emocional às tropas em suas horas mais sombrias.

O filme possui imagens militares exclusivas, fotos pessoais, musicas de vigilância no campo e filmagens de vigilância feita com drones, bem como filmagens de treinamento dos cães de guerra e em ação, além de entrevistas íntimas com os treinadores, que discutem as lutas físicas e emocionais que eles tiveram que enfrentar.

War Dog é produzido por Brett Rodriguez e Scranton; os produtores executivos são Chan, Reid Carolin e Peter Kiernan; e o coprodutor é Colin Hudock. Para a HBO, a produtora sénior é Sara Bernstein e a produtora executiva é Sheila Nevins.

O filme em formato de documentário estreia dia 13 de novembro, exclusivamente na HBO. Mas a partir do dia 11 de novembro, mesmo dia em que se comemora nos EUA o ‘Dia dos Veteranos’, dois dias antes da sua versão oficial, o documentário estará disponível na HBO On Demand, HBO Now, HBO Go. Ainda sem informações de quando será exibido no Brasil.

>> Tradução @channingtatumbr

E na segunda dia 06/11, rolou a Premiere do filme em Los Angeles, e nosso casal Jenning estava lá.

Confira as fotos na galeria:


Aparições Públicas » 2017 » 06.11 Premiere War Dog: A soldier’s best friend


Após escândalo Harvey Weinstein, Channing desiste de sua estreia na direção

Channing Tatum e seu parceiro de colaboração Reid Carolin estavam animados para assinarem juntos a direção de Perdão, Leonard Peacock, adaptação do livro homônimo de Matthew Quick (O Lado Bom da Vida), mas desistiram do projeto após as dezenas de denúncias de assédio contra Harvey Weinstein. O livro conta a história de um garoto que após sofrer repetidos abusos sexuais de seu melhor amigo, decide que é hora de matá-lo e se suicidar depois. Pesado né? Harvey Weinstein que era presidente da empresa, foi demitido após dezenas de denúncias de assédio e abuso sexual contra várias atrizes.

Chan fez o anúncio em uma publicação conjunta em suas redes sociais, explicando que os dois decidiram se desligar do projeto já que os direitos de adaptação pertencem à TWC. A dupla justifica:

As mulheres valentes que tiveram coragem de se levantar e falar a verdade sobre Harvey Weinstein são as nossas verdadeiras heroínas. Elas estão fazendo a parte pesada do trabalho para construir o mundo igualitário em que todos merecemos viver. Nosso projeto solitário em desenvolvimento com a TWC – o brilhante livro de Matthew Quick, ‘Perdão, Leonard Peacock’ – é a história de um garoto cuja vida mudou completamente após abuso sexual. Enquanto nós não estaremos mais no desenvolvimento deste ou de qualquer projeto que seja propriedade da TWC, nós somos lembrados de sua poderosa mensagem de superação frente à tragédia. Esta é uma oportunidade gigantesca para mudanças positivas, à qual nós nos comprometemos com orgulho. A verdade está aí – vamos continuar o que as nossas incríveis colegas começaram e eliminar o abuso da nossa cultura de criação de uma vez por todas. – Chan e Reid

Além do projeto abortado, Tatum e Harvey trabalharam juntos no filme Os Oito Odiados, de Quentin Tarantino.


Harvey Weinstein conversa com Jenna e Chan durante Premiere de ‘Os 8 Odiados’ em Hollywood (07/12/2015)

Via @adorocinema


Channing também falou sobre a liberdade sexual das mulheres

Channing Tatum e o pessoal de Magic Mike Live estará na edição de Junho da revista Cosmopolitan, o artigo chamado ‘Uma mensagem de um de nossos homens favoritos’, ele escreveu um texto lindo sobre como ele espera que o mundo seja quando sua filha, Everly crescer.


Cosmopolitan | Junho 2017

“Em homenagem a estreia de Magic Mike Live em Las Vegas, minhas amigas da Cosmopolitan me convidaram generosamente para escrever algo para vocês. Quanto mais eu pensava sobre isso, mais eu pensava na minha filha lendo este artigo um dia. Eu a imaginei no fim de sua adolescência ou com uns 20 anos, passando por um momento em que ela estaria explorando e descobrindo sua sexualidade e sonhando em encontrar o amor verdadeiro.

Eu tentei imaginar as coisas que eu gostaria que ela lesse, que a ajudariam a entender os homens, o sexo e a parceria melhor e, neste momento, eu percebi uma coisa estranha. Eu não quero que ela precise olhar para o mundo para encontrar respostas. O que eu mais espero para ela é que ela não tenha medo de ser autêntica, sem pensar no que os homens querem que ela seja.

Pensei sobre isso quando conheci Jenna. Sabia que nossa conexão era muito forte, mas eu não estava certo de que o nosso relacionamento também seria. Aí, um dia, Jenna disse que sabia exatamente o que queria na vida e não precisava mais procurar porque era eu. Ela não tinha ideia do que eu diria ou como eu iria reagir, mas essa era sua verdade. Me lembro de sentir uma adrenalina – era a coisa mais sexy que ela já tinha dito para mim. Eu senti força, porque naquele momento, ela tinha aceitado todas as partes de mim, as boas e as ruins. E eu sabia que ela não estava me testando ou esperando que eu superasse suas expectativas. Essa autenticidade radical dela foi o que me fez me apaixonar e cair de cabeça nesse amor. Antes de viver isso, eu não saberia como pedir. Agora, eu sei o que sempre estive sedento para conseguir. E é isso que eu quero para a minha filha – ser sem expectativas no amor e não deixar que preconceitos padrões a afetem, que pergunte a si mesma o que ela quer e que seja empoderada o suficiente para agir dessa forma.


86th Academy Awards em 02/03/2014 | Hollywood, Calif. AFP PHOTO/Robyn BECK

Nós sabemos que cada um de nós é diferente e tem um mapa para o coração. Nós aprendemos a navega-lo ao nos entregarmos ao amor de cabeça e quando nos entregamos sem esperar nada em troca. Então, eu acho que se tem uma coisa que nós, homens, gostaríamos que as mulheres soubessem é que, sozinhas, vocês já são o suficiente. Quando as mulheres começarem a realmente sentir esse poder que elas têm, o mundo se tornará tão mágico, que meu coração até dói.

Nós vivemos em uma sociedade que treinou os homens e as mulheres a viverem certos papéis por muito tempo, e a beleza desse momento incrível que estamos vivendo é que estamos finalmente nos livrando destes papéis. Mulheres, especialmente, estão percebendo que elas não precisam mais seguir certos padrões sociais ou sexuais, e isso muda o que elas buscam em um homem e os papéis deles, em geral.

Eu decidi fazer Magic Mike virar um espetáculo ao vivo, porque eu queria criar um espaço onde nós poderíamos realmente nos explorar de uma forma divertida e provocativa. Eu quero que as mulheres sintam o que é existir em um mundo em que os homens realmente as escutam, onde eles as tratam como deusas, e onde elas se sintam confortáveis e orgulhosas de expressar a força total de sua energia sexual. Eu quero que elas experienciem um lugar onde elas são muito mais do que o suficiente. Se isso intrigou vocês, por favor, vá ao nosso show e nos diga como estamos nos saindo. Obrigada por ler e obrigada COSMO por me permitir compartilhar!”

Tradução: Cosmopolitan Brasil


É só uma questão de quando eu ficarei em forma para fazer isso

Ainda sobre a estreia de “Magic Mike Live”, em Las Vegas, Channing Tatum e Jenna Dewan em entrevista ao E! News, consideraram fazer uma performance juntos em algum momento do show.

Jenna começa dizendo que está muito orgulhosa de Channing, que o show está incrível! E quando o repórter pergunta se eles considerariam fazer uma performance juntos, eles respondem:

Pode ser que trabalhemos juntos se eu der meu jeito qualquer dia. Tem uma parte na apresentação que eu realmente gostaria de fazer. Espero que a audiência tenha uma ótima surpresa

– disse Jenna

É quase uma probabilidade, não uma chance remota. É só uma questão de quando eu ficarei em forma para fazer isso

– brincou Channing.

De acordo com o site do evento: “O show irá recriar o místico Club Domina como um espaço de boate cabaré dentro do Hard Rock Hotel”. O local foi redesenhado para oferecer uma experiência de 360 ​​graus no palco que “apresenta 13 dos homens mais talentosos do país se apresentando na frente, atrás, em cima e ao redor da platéia”.

Será que veremos esses dois mais uma vez juntos no palco? Já queremos!


Paramount também abandonou projeto

Os dois atores, foram confirmados em Janeiro desse ano no elenco do filme Triple Frontier, thriller ambientado na tríplice fronteira entre Brasil, Paraguai e Argentina, mas segundo o site Deadline eles estão oficialmente fora do projeto. O longa deveria começar a produzir em Maio, inclusive mês passado foi feito audição para escolha de figurantes no Havaí.

O primeiro obstáculo do projeto seria o orçamento: como a história possui cinco protagonistas, o estúdio estava tendo dificuldades de achar outros grandes nomes pelos altos salários de Tatum e Hardy. Outro problema foi a saída do executivo Brad Grey, apaixonado pelo projeto, à frente da Paramount Pictures. Como ainda não está decidido quem vai ficar no comando “Triple Frontier” está momentaneamente cancelado.

O diretor J.C. Chandor assumiu Triple Frontier após várias tentativas de produção que não deram certo. O roteiro de Mark Boal (Guerra ao Terror) já circulava pela Paramount nos últimos anos. Will Smith e Johnny Depp foram citados anteriormente como possíveis nomes no elenco, o que atraiu atenção para o projeto. Agora, tudo volta à estaca zero.